Goiatuba (GO)

Em outubro de 2011, fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) flagraram aquele que é considerado o primeiro caso de escravidão em lavouras mecanizadas de cana. Operadores de colhedoras e motoristas de tratores e caminhões estavam entre as 39 pessoas resgatadas pelos fiscais do governo. Eles chegaram a cumprir jornadas de 27 horas seguidas. Foram registrados, inclusive, dois acidentes devido ao cansaço de motoristas que dormiram ao volante. A libertação ocorreu na Fazenda Santa Laura, em Goiatuba (GO), que fornecia cana para a Usina Bom Sucesso, localizada no mesmo município. A usina pertence ao grupo norteamericano Vital Renewable Energy Company (VREC). O caso é uma prova de que a mecanização, defendida como saída para a escravidão nos canaviais, não garante necessariamente trabalho decente no campo.